Eu Estava Lá... Morrissey - São Paulo, 12/3/2012



Eu Estava Lá... Morrissey - São Paulo, 12/3/2012

Hoje em dia, está pra quem quiser por aí na rede todo o tipo de informação sobre um artista. E sempre quando vou ver alguém tocar, tento me colocar á par do que o artista vem tocando. Já há uns dois meses, sabia 99% do set que assisti ontem. Se por um lado você mata a surpresa, por outro, e especialmente nesse caso, saber o que está por vir te ajuda a aproveitar o que você já sabe que o show tem de melhor.

Morrissey é nostalgia? Sim, claro. E oitentista, pra piorar. Mas ele ainda luta pela sua carreira. Lança discos decentes e toca músicas novas. Ainda acredita em sí mesmo como artista, e isso é louvável. Como fã de várias bandas que tiveram seus dias de glória dos anos oitenta e noventa, gosto sempre mais daquelas que ainda são relevantes e não viraram karaokê. Não fiz questão de ir ao último show do New Order, por exemplo, porque sabia que não haveria mais alma ali. Não acho também, que Morrissey deveria agradar seus fãs ardorosos e fazer uma apresentação só com hits dos Smiths, banda que durou pouco mais de seis anos e ainda é a sua grande sombra. Mas acho que ele disperdiça a oportunidade de fazer um show memorável...

Tínhamos tudo para sair dali e entupir nossos tocadores de MP3 com tudo o que pudéssemos de sua carreira solo. Moz ainda suspira por relevância. Se nega a render sua carreira ao que se espera dele. Admirável e decepcionante.


Morrissey tem, na verdade, dois 'hits' propriamente ditos. "Suedehead" e "Everyday is Like Sunday". Ambas, do ínicio da sua carreira solo. A primeira ficou de fora em detrimento da segunda talvez, tocada em cantada em coro pelo público. Porém, há dezenas de singles e músicas querídissimas pelos fãs que inexplicavelmente são deixadas de lado. OK, algumas novas tem que ser tocadas, como as ótimas "When I Last Spoke to Carol", "One Day Goodbye Will Be Farewell", que fecha o concerto, e a linda "I'm Throwing My Arms Around Paris". Mas a sua escolha de repertório antigo é, no mínimo, broxante. Como um show dele pode ficar sem "The More You Ignore Me, The Closer I Get"? E "Wide To Receive"? "The Last Of The Famous International Playboys"? "Tomorrow"? "Boxers"? "Now My Heart Is Full"? "Why Don't You Find Out For Yourself?"?, "We Hate It When Our Friends Become Successful"? "Billy Budd"?

Mesmo na escolha dos 'mimos' para os fãs dos Smiths, Moz pesca "Still Ill" e "Meat Is Murder"... Ok, Ok, ele não deve mais suportar "Ask", "The Boy With a Torn In His Side", "Bigmouth Strikes Again" e "Panic"... Mas e "This Charming Man"? "The Headmaster Ritual"?

O show foi curto (como previsto) e sem nenhuma surpresa. Já na abertura, com a ótima "First Of The Gang To Die", sentimos que sua banda de apois é tudo, menos delicada; Descem a mão mesmo. Em "Meat Is Murder", um desavisado poderia achar que estava no show errado, com tanta microfonia e mãos pesadas. Não preciso dizer que os melhores momentos foram durante "I Know It's Over", "There Is a Light That Never Goes Out", onde antes de tocá-la, ele diz que agora que já se conhecem melhor, ele a tocará, "Please, Please, Please Let Me Get What I Want" e "How Soon Is Now?", todas dos Smiths, que fecham o show. Da carreira solo, além da abertura, "You're The One For Me, Fatty", "Alma Matter", "Let Me Kiss You" e "Speedway" foram os pontos altos. Mas enfim. O que poderia ser 'memorável', termina apenas "OK".

Outro ponto que atrapalhou, foi a qualidade de som do local. Uma massaroca as vezes incompreensível e as vezes constrangedora, quando durante "I Know It's Over", podíamos ouvir as caixas de grave do lado esquerdo do palco pipocando. Coisa de carro de funkeiro da periferia mesmo... O ambiente dos Espaços das América é bem legal, mas precisam contratar um engenheiro pra dar um jeito naquela acústica...

É isso... Mais um pra minha lista... Continuarei amando e respeitando o velho Moz. E continuarei com um show 'perfeito' dele (que provavelmente nunca mais assistirei) na minha cabeça...

I know it's over...

Set list;
  1. First Of The Gang To Die
  2. You Have Killed Me
  3. Black Cloud
  4. When Last I Spoke To Carol
  5. Alma Matters
  6. Still Ill (The Smiths song)
  7. Everyday Is Like Sunday
  8. Speedway
  9. You're The One For Me, Fatty
  10. I Will See You In Far-Off Places
  11. Meat Is Murder (The Smiths song)
  12. Ouija Board, Ouija Board
  13. I Know It's Over (The Smiths song)
  14. Let Me Kiss You
  15. There Is A Light That Never Goes Out (The Smiths song)
  16. I'm Throwing My Arms Around Paris
  17. Please, Please, Please Let Me Get What I Want (The Smiths song)
  18. How Soon Is Now? (The Smiths song)
  19. One Day Goodbye Will Be Farewell

Popular Posts

Música + Cinema; 'Cadillac Records', (2008) (Torrent Download + OST)

Música + Cinema; 'Some Kind of Monster', Metallica (2004) (Download Torrent)

Disco da Semana: 'Achtung Baby : 20th Anniversary Super Deluxe Edition' (2011)