Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2016

Disco da semana; 'Turn Blue', The Black Keys (2014)

Imagem
Disco da semana; 'Turn Blue', The Black Keys (2014)
Abrindo uma exceção na lista de 'discos da semana', vamos com uma novidade; O novo álbum do Black Keys, 'Turn Blue', lançado semana passada. A ótima resenha é do Miojo Indie

A interferência de Danger Mouse quanto produtor e “terceiro membro” do The Black Keys desde Attack & Release, de 2008, trouxe mudanças significativas em relação aos alicerces da banda. Longe do argumento simples e naturalmente cru que havia guiado o Blues Rock de Dan Auerbach e Patrick Carney até o quinto disco, a presença do músico norte-americano serviu para ampliar os limites conceituais da dupla. Não por acaso Brothers (2010) e El Camino (2011), as obras mais coesas e comercialmente acessíveis da banda seguem a trilha melódica de Mouse, que derrama a medida exata de música negra sobre os acordes sóbrios assinados pelo duo.




Com a chegada de Turn Blue (2014, Nonesuch), oitavo álbum da banda de Akron, Ohio, a parceria volta a se repetir,…

Videodrome; 'Heart-Shaped Box', Nirvana (1993)

Imagem
Videodrome; 'Heart-Shaped Box', Nirvana (1993)
Dirigido por Anton Corbijin

O último álbum de estúdio do Nirvana, o já clássico 'In Utero', é desesperadamente bonito. No entanto, apesar das rajadas de acordes dissonantes, a produção bipolar e uma canção chamada "Rape Me", não pode libertar-se do dom de Kurt Cobain para canções pop estruturalmente agressivas. - e nessa tensão reside a sua genialidade. A fricção semelhante vibra no clipe de Anton Corbijn para o single do disco, "Heart-Shaped Box". Em um cenário totalmente extraído de uma viagem de LSD, vemos um homem magro em uma cruz, um anjo desmedido e uma menina pulando vestida com as roupas da Ku Klux Klan. É lindo e é terrível ao mesmo tempo. E o mais irritantemente lindo elemento do vídeo é também sua forma mais simples: Cobain cantando o terceiro verso e refrão direto para a câmera, com os olhos brilhando com suas órbitas profundamente azuis. É poderoso o suficiente para quebrar a lente e entrar …

Discoteca Básica; 'Saturday Night Fever', Original Movie Soundtracks (1977)

Imagem
Discoteca Básica; 'Saturday Night Fever', Original Movie Soundtracks (1977)

Certos discos capturam o espírito de uma época e de uma mudança social. Em 1977, isso aconteceu com a trilha de Saturday Night Fever (aqui no Brasil, Os Embalos De Sábado À Noite). O filme estrelado por John Travolta retratava o universo dos jovens nova-iorquinos do Brooklyn que viviam vidas banais, mas tinham seu momento de glória nas pistas das discotecas.

A genêse de Saturday Night Fever  foi um artigo escrito pelo crítico Nick Cohn chamado "Os Ritos Tribais Do Novo Sábado À Noite". Publicado em junho de 1976 na revista New York, ele acabou ganhando as telas de cinema pelas mãos do diretor John Badham. O produtor Robert Stigwood (ex-empresário do power trio Cream e responsável pelas óperas-rock Evita e Jesus Cristo Superstar) sentiu que aquilo era uma mina de ouro e chamou os Bee Gees para compor a trilha sonora para o filme.

Barry, Robin e Maurice Gibb já estavam experimentando com sucesso…

Músicas para salvar sua vida; 'Tiny Dancer', Elton John (1971)

Imagem
Músicas para salvar a sua vida; 'Tiny Dancer', Elton John (1971)
Faixa 1 do lado A de 'Madmen Across the Water' Lançado em Maio de 1971 (Uni Records). Lançada como compacto em Fevereiro de 1972 Composta por Elton John e Bernie Taupin. Produzida por Gus Dudgeon
A musa inspiradora por trás da 'pequena dançarina' é Maxine Feibelman, interesse romântico de Bernie Taupin, co-autor da canção. Durante a turnê de 1970, Maxine acompanhou todos os shows do lado do palco e dançava efusivamente. A letra descreve exatamente o que acontecia naquela altura da turnê; 'Menina de jeans. Dama de L.A.. Costureira da banda... Olhos bonito, sorriso pirata. Você irá se casar com um música!'.
E eles se casaram... Coincidentemente, pouco antes do lançamento do single.
Bernie Taupin acompanhou Elton John por toda sua carreira, sempre fazendo as vezes de letrista. O relacionamento acabou por influenciar suas composições. Mais tarde inclusive, foi dela a idéia para a letra de 'The Bit…

Disco da Semana; 'Zooropa', U2 (1993)

Imagem
Disco da Semana; 'Zooropa', U2 (1993)


Pode um simples disco Pop prever o futuro? Será que um mero compositor de canções radiofônicas tem nível intelectual para, em pouco mais de 40 minutos, discorrer sobre temas que grandes escritores como William Gibson, Anthony Burgess e Charles Bukowski passaram suas vidas versando em dezenas de livros e textos? Isso sim é que é ambição! Isso sim podemos chamar de megalomania! O ano é 1992 e o U2 está no topo do seu jogo. A turnê ZOO TV estava decolando, lançando um inédito conceito transgressor na relação ‘arte/música’, integrando a tecnologia de ponta da época ao showbizz. Até então, telões eram meros rebatedores de imagem, ampliando o tamanho daqueles homenzinhos na multidão, para que o pobre coitado lá de trás pudesse pelo menos entender o que se passava no palco. Mas a banda e, especialmente, Bono queriam mais. Queriam transformar a experiência toda. E o momento era perfeito.  E esse monstrengo começou pequeno e cauteloso em espaços menor…

Videodrome; 'Buddy Holly', Weezer (1994)

Imagem
Videodrome; 'Buddy Holly', Weezer (1994)
Dirigido por Spike Jonze
Em umm dos vídeos mais criativos da década de 90, o diretor Spike Jonze, em início de carreira, faz com que "Buddy Holly" nos transporte para um episódio do seriado setentista 'Happy Days'. A banda aparece inserida digitalmente no cenário do sitcom, tocando em uma festa para Arnold, Richie, Fonz e os demais personagens originais da série. Integração perfeita de Jonze de cenas do show original com dublês (especialmente durante a dança de Fonzie no final), assim como piadas sarcásticas do vídeo (há um "To Be Continued" e um intervalo comercial falso no meio da música) fez dele um dos os vídeos mais populares e do Weezer uma das bandas mais adoradas do Rock Alternativo americano.

Música + Cinema; 'Jimi Hendrix - Hear My Train Coming' (2010) (Download)

Imagem
Música + Cinema; 'Jimi Hendrix - Hear My Train Coming' (2010) (Download)
Dirigido por Bob Smeaton
Hear My Train A Comin’, um documentário que traz cenas inéditas de Jimi Hendrix, foi disponibilizado online pela PBS por tempo limitado. Com filmagens caseiras e de shows feitas pelo próprio guitarrista e o baterista Mitch Mitchell, além de fotografias, desenhos e cartas de família que ajudam a recontar a trajetória do genial músico, o que inclui o começo em Seattle, o trabalho ao lado de estrelas do R&B como Little Richard, Joey Dee e Isley Brothers – quando era apenas um músico desconhecido -, o sucesso meteórico da Jimi Hendrix Experience, a construção do Electric Lady Studios, a participação de Hendrix no Miami Pop Festival, em 1968, e seu último show na Alemanha, 12 dias antes de sua morte em 18 de setembro de 1970. Hear My Train A Comin’ também traz depoimentos de pessoas próximas ao guitarrista, como Linda Keith – a namorada que apresentou Hendrix ao empresário Chas Chandl…

Discoteca Básica; 'Original Sun Greatest Hits', Carl Perkins (1986)

Imagem
Discoteca Básica; 'Original Sun Greatest Hits', Carl Perkins (1986) 
Estatisticamente, Carl Perkins não passa de um artista de um sucesso só. Apenas o clássico "Blue Suede Shoes’’ registrou alto nas paradas de sucesso da revista Billboard. Mas, da mesma forma como aconteceu com Velvet Underground e MC 5, a influência de Perkins foi muito superior a seu êxito comercial. O cantor e guitarrista, morto no último dia 19 de janeiro aos 65 anos, foi sinônimo do rockabilly e fator decisivo na carreira de gente como George Harrison, Eric Clapton, Brian Setzer e muitos outros. Pobre e ambicioso, Perkins não diferia muito dos centenas de jovens músicos que rondavam a Sun Records de Memphis (única gravadora que pode clamar o título de berço do autêntico rock’n’roll). Ele começou a gravar na Sun logo depois de Elvis Presley, mas Sam Phillips, dono da empresa, vetou suas inclinações country. A recomendação de Phillips foi clara: queria que o cantor achasse "um som diferente’’. Per…

Música + Cinema; 'Os EUA VS. John Lennon' (The U.S. VS. John Lennon, 2006)

Imagem
Música + Cinema; 'Os EUA VS. John Lennon' (USA VS. John Lennon, 2006) (Download)
Dirigido por David Leaf e John Scheinfield.
É impossível falar na história da música popular no século XX sem falar em John Lennon (1940-1980) e no legado de sua obra com os Beatles e em carreira solo. Mas este documentário aborda uma outra faceta memorável de John: sua vida como ativista político. Entre as décadas de 1960 e 1970 usou sua influência (e sua arte) para contestar as ações do governo dos Estados Unidos, principalmente no que se referia a Guerra do Vietnã. O músico se aliou a líderes de esquerda, passou a apoiar o Movimento dos Panteras Negras e bateu de frente com o presidente Richard Nixon. Lennon chegou a ser perseguido pelo FBI e expulso dos EUA por quase dois anos, mas se manteve fiel às suas convicções  sem nunca deixar de pedir uma chance para paz.

Os EUA X John Lennon” é um filme essencial para contextualizar um dos fenômenos pop mais importantes do século XX: John Lennon. Nesse f…