Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2016

Desconstruindo o Pop! Playlist 137; 'I Wanna F**k U Like An ANIMAL...' (Songs to Have REAL Sex With)

Imagem
Desconstruindo o Pop! Playlist 137; 'I Wanna F**K You Like an Animal' (Songs to Have REAL Sex With);
Tracklist;
01. 'Queer', Garbage 02. 'I Want You (She's So Heavy)', The Beatles 03. 'Grains de Beaute', Céu 04. 'Prato de Flores', Nação Zumbi 05. 'Crest', Antlers 06. 'Two Weeks', FKA Twigs 07. 'Without You', Spooky Black 08. 'I Feel You' (Razormaid Remix), Depeche Mode 09. 'Justify My Love', Madonna 10. 'Closer', Nine Inch Nails 11. 'Bloodsport', Sneaker Pimps 12. 'Some Velet Morning' (Remix), Primal Scream & Kate Moss 13. 'Angel', Massive Attack feat. Horace Andy 14. 'Feeling Good', Nina Simone 15. 'Overcome', Tricky 16. 'Love Rears Its Ugly Head', Living Colour 17. 'Sex Drive', The Rolling Stones 18. 'I Love You Baby More Than I Will Ever Know', Blood, Sweat and Tears 19. 'Sola Sistim', Underworld 20. 'The Dancer', PJ Harvey

'I…

Música para sentir; 'Tired of being Alone', Al Green (1971)

Imagem
Música para sentir; 'Tired of being Alone', Al Green (1971)

Acorde. Olhe no espelho. Um café da manhã e o jornal do dia. Caminhos iguais que não fazem diferença.

Banho, roupas, 'tchau', trabalho. Os olhares estão em todos os lugares, mas você não está. Por que é tão difícil te encontrar! Em cada aresta, em cada sala, nada além do igual. Incomoda. E muito! A fila do cinema é sempre a mesma. A noite é sempre a mesma. Baladas, pessoas, chuva e a valeta até o amanhecer. Alguém está aqui perto para me ajudar? Quanto eu preciso pagar? Á cada momento, eu vejo mais e mais o tempo passando. Tranqüilo e rápido. Não espera você chama-lo de volta. Crise de meia idade? Talvez... Confortavelmente sozinho. Peculiarmente dependente. Sexo e amor não estão combinando. Amizade e sexo também não. Amor e amizade? E o sexo? Talvez estejamos apenas cansados de ficar sozinhos á noite assistindo TV. Vida sem sentindo. Beijo sem amor. Tesão sem sexo. É... é nisso que dá...


Favoritas da Casa; Top 20 Lados 1, faixas 1 (Parte 1)

Imagem
Favoritas da Casa; Top 20 Lados 1, faixas 1 (Parte 1)

Inspirado por essa cena do filme "Alta Fidelidade", de 2000, resolvi montar o meu Top 20 com as melhores músicas de abertura de discos. Ou melhor; Lados A, Faixas 1. Sim, da época que ainda se ouvia discos por inteiro... Vamos a primeira parte; 



20. “Break On Through (To The Other Side)” The Doors

Lançada em 1 de Janeiro de 1967. Faixa 1 de "The Doors", 1967.

Referências; “What I’d Say” by Ray Charles; “Shake Your Money Maker” by Paul Butterfield (Elmore James Cover); “Mellow Down Ease” by Little Walter

Curiosidade; Em 1993, durante a cerimônica do Rock'N'Roll Hall Of Fame, os Doors remanescentes se uniram a Eddie Vedder, do Pearl Jam, para celebrarem a sua indução ao museu. Após esta oportunidade, a banda resolveu continuar com as turnês caça níqueis, só que com gente como Scott Weiland (ex-Stone Temple Pilots e Velvet Revolver) e Ian Astbury (ex- The Cult) nos vocais. 



19. “1969” The Stooges
Lançado …

Black Dylan (Copenhague, Dinamarca)

Imagem
Black Dylan (Copenhague, Dinamarca)
O Black Dylan - duo formado pelo cantor e letrista Wa'fande e produtor / compositor Mikkel Andreas Thomsen AKA Nuplex - são um alívio .  Blues e Soul com, óbvio, dois pés nos anos sessenta e setenta, porém uma produção modernosa que não fere o sabor vintage do som. É tudo muito simples. 

E não, 'Black Dylan' não soa nada como 'Bob Dylan'. Já deixando as piadas de lado. 
Como os Dap-Kings, ex-banda de Amy Winehouse e atual da diva Sharon Jones, a raíz é da Motown, utilizando equipamentos vintage para autenticidade retro extra. Músicas gravadas ao vivo no estúdio, estabelecem um sulco com baixo e bateria, o resto completa a melodia com leveza.

Confira

Mais informações;

 Facebook
 Instagram
 Twitter
 Youtube

Discoteca Básica; 'The Queen Is Dead', The Smiths (1986)

Imagem
Discoteca Básica; 'The Queen Is Dead', The Smiths (1986)

TaIvez ainda seja cedo demais para avaliar o verdadeiro impacto dos Smiths na história do rock' n 'roIl e da cultura pop. Poucas vezes foi tão rápido e fácil conquistar a adulação simultânea de público e crítica, pelo menos na velha Grã-Bretanha. E as primeiras manifestações mágicas da parceria Morrissey/Marr - singles preciosos como "Hand In Glove" e "What Difference Does It Make?" - já chegaram com sabor de clássicos instantâneos. Por outro lado, não é nada fácil encontrar traços de suas influências na atual geração de bandas ...

Os Smiths foram o último suspiro de originalidade no rock britânico, a última banda relevante da explosão indie e  o último legado da linhagem de Manchester que havia dado Buzzcocks e Joy Division. Seus verdadeiros trunfos estavam em suas excentricidades: conseguiram soar ao mesmo tempo extremamente punk e pop, sem contar o homoerotismo celibatário, sem plumas ou pae…

Desconstruindo o Pop! Playlist 136; 'Mornings are for Coffee and Contemplation' (A Stranger Things Tribute Part 1)

Imagem
Desconstruindo o Pop! Playlist 136; 'Mornings are for Coffee and Contemplation' (A Stranger Things Tribute; Part 1)
Tracklist;
01. 'Main Theme', Kylie Dixon & Michael Stein 02. 'She Has Funny Cars', Jefferson Airplane 03. 'White Rabbit', Jefferson Airplane 04. 'Africa', Toto 05. 'Can't Seem to Make You Mine', The Seeds 06. 'Should I Stay or Should I Go?', The Clash 07. 'I Melt With You', The Modern English 08. 'Hazy Shade of Winter', The Bangles 09. 'Tie a Yellow Ribbon Round an Old Oak Tree', The Dawn 10. 'Raise a Little Hell', The Trooper 11. 'Heroes', Peter Gabriel 12. 'Waiting for a Girl Like You', Foreigner 13. 'Atmosphere', Joy Division 14. 'Elegia', New Order 15. 'Nocturnal Me', Echo & The Bunnymen 16. 'Sunglasses at Night', Corey Hart 17. 'The Bargain Store', Dolly Parton 18. 'Fields of  Coral', Vangelis 19. 'When It's Cold I&#…

Música + Cinema; 'Cássia', de Paulo Henrique Fontenelle (Download)

Imagem
Música + Cinema; 'Cássia', de Paulo Henrique Fontenelle (Download) Em determinado momento do documentário Cássia Eller, de Paulo Henrique Fontenelle, o entrevistado Oswaldo Montenegro diz o seguinte sobre a cantora, morta em 2001, aos 39 anos e no auge da carreira: “Cássia desimplicou o Brasil”. O filme faz mais do que repassar as polêmicas e recuperar as nostalgias dos hits e contextualiza a obra de uma artista que conseguiu não só trafegar entre vários estilos como tornou frágeis as barreiras que existem entre a MPB, o rock, o samba de raiz, o pop radiofônico e outras categorias estanques. Cássia foi um fenômeno até hoje incomparável no pop nacional: começou como uma artista de musicais para depois despontar como uma voz feminina de personalidade dentro do rock brasileiro. De personalidade extremamente tímida e avessa a bajulações, se transformava no palco quase como se baixasse um espírito. Era seu principal modo de comunicação, tanto com o público, quanto com si mesma. O docu…

Favoritas da Casa; Sunny Day Real Estate (Seattle, Washington)

Imagem
Favoritas da Casa; Sunny Day Real Estate (Seattle, Washington) Vamos lá; Você tem uma banda que soa redondinha nos ensaios e tem canções poderosíssimas. E mais, é da meca musical do momento e está pronta para o sucesso. Tem tudo para dar certo, confere? O ano é 1994 e a cidade é Seattle. A banda é o Sunny Day Real Estate. O disco, o clássico 'Diary' Mas, o que aconteceu? É incrível que com o auge do grunge da época, eles não tenham estourado. Tudo é assobiável e melancólico. Lindo. Tente ouvir e esquecer 'Seven', 'The blankets were the stairs', 'Song about an angel' e a maior de todas, 'In circles'. Muito se conjecturou do porque a banda implodiu logo após o lançamento do seu álbum de estréia, em 1994. Mas a resposta é basicamente uma; Religião. Jeremy Enigk, vocalista, guitarrista e compositor da banda se converteu em católico fervoroso e a coisa implodiu no meio das gravações do segundo disco, simplesmente chamado de 'LP2' (ou 'The Pink A…

Yehan Jehan (Londres, Inglaterra)

Imagem
Yehan Jehan (Londres, Inglaterra)
E se o Tame Impala de Kevin Parker na verdade fosse um projeto solo de um menino refugiando de Saravejo, radicado na cosmopolita Londres. One-Man Band. Os resultados poderiam muito bem soar como o álbum de estréia Yehan Jehan, um moleque de 23 anos.
O projeto ainda engatinha, mas está sendo chamado de coisa mais cool do ano pelos jornalistas Ingleses, sedentos por next big things desde sempre.
As canções são cool o suficiente e o álbum ainda nem título tem, mas já está destinado a ser um dos álbuns do ano. Trilha de verão mesmo, rodando os festivais em palcos secundários.'Canções luxuriante dispostas sobre angústia e ansiedade modernas típicas da idade' escreveu alguém. Boa definição
Confira;



 Facebook  Instagram  Twitter

Discoteca Básica; 'Dusty In Memphis', Dusty Springfield (1969)

Imagem
Discoteca Básica; 'Dusty In Memphis', Dusty Springfield (1969)

Considerando o que Mary O´Brien cantava na adolescência ela deveria ter se tornado, na melhor das hipóteses, uma Carolyn Hester - cantora folk, que teve seu apogeu na década de 60- da era beat. Mary gostava de folk e quis o destino que, fazendo parte do trio The Springfields, integrasse o primeiro grupo vocal/instrumental inglês a entrar na parada musical americana. 
Em 1963, Mary O´Brien adotou o nome de Dusty Springfield e deslanchou uma carreira solo de sucesso, chegando a ser considerada "a melhor cantora de rock que a Grã-Bretanha já produziu." Mas, verdade seja dita, Dusty Springfield sequer é uma cantora "de rock". Ela tem uma qualidade raríssima entre os cantores brancos: Dusty tem soul. Pega um standard surrado e nocauteia o ouvinte, deixando-o prostrado de emoção. Em três anos, a cantora inundou as paradas com uma corrente de hits, como os clássicos pop "I Only Want To Be With You&…

Desconstruindo o Pop! Playlst 135; 'Some Days Take Less But Most Days Take More'

Imagem
Desconstruindo o Pop! Playlst 135; 'Some Days Take Less But Most Days Take More'
01. 'Royals', Lorde 02. 'Purple Rage', Dilly Dally 03. 'The Answer', (Live), Savages 04. 'West Coast', Lana Del Rey 05. 'Like the Morning Dew', Laura M'Vula 06. 'La Humedad', Santullo 07. 'Tenere Taqqin Tossam', Tinariwen 08. 'El Hueco', Juliana R. 09. 'Blood and Fire', Niney the Observer 10. 'Melhor', Wado 11. 'Pull all the Shapes'. The Pipettes 12. 'Bullet' (Unplugged), Franz Ferdinand 13. 'Consumerism', Lauryn Hill 14. 'Madness' (Live), Muse 15. 'Knock Knock' (Live), Band of Horses 16. 'Teenage Icon' (Live), The Vaccines 17. 'The Best Revenge', Fisherspooner 18. 'Pra Onde Eu Devo Ir', Vanguart 19. 'El Estuche', Aterciopelados 20. 'Heaven (Live)', Depeche Mode



'Some Days Take Less But Most Days Take More' from marcioguariba on 8tracks Radio.