Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2016

Desconstruindo o Pop! Playlist 124; 'Old Becoming New'

Imagem
Desconstruindo o Pop! Playlist 124; 'Old Becoming New';
Tracklist;
01. 'Misery', Big Troubles 02. 'New Year', FM Belfast 03. 'Desire', Meg Myers 04. 'It's Us', Copacabana Club 05. 'Transparence', Asobi Seksu 06. 'Again', Family Band 07. 'Summer Solstice', Crystal Antlers 08. 'Believe', Gus Gus 09. 'Lost Weekend', Tiny Victories 10. 'Almost Sleeping', Laika 11. 'Christmas Time Is Here', Moneypenny 12. 'Cherry Pop', Milky Wimpshake 13. 'Prove to Me', Sea Pony 14. Lullaby', Catnaps 15. 'Shadowland', Barn Owl 16. 'Appian Way', Land Observation 17. 'Brothers', Tanlines 18. 'Dies in 55', Trailer Trash Tracys 19. 'I've Got That Milton Pacheco Kinda Feeling', Plastilina Mosh 20. 'Rattling Cages', Forest Swords

'Old Becoming New' from marcioguariba on 8tracks Radio.

Música para Sentir; 'O Caminho do Bem', Tim Maia (1976)

Imagem
Música para Sentir; 'O Caminho do Bem', Tim Maia (1976)

Você acredita em sorte?

Não? Talvez deveria...

E se sim, como você á encara?

Como algo que está presente quando não esperamos, ou como algo que nunca está lá quando queremos?

Eu sou um quase-agnóstico convicto. Nunca levo crendices á sério, e a sorte pra mim, é mais uma delas.

Mas, como explicar as variações que ocorrem no nosso dia-a-dia, que sempre e incondicionalmente, dependem dela...

Exemplos? Bem, vamos lá...

Aquela grana que você guarda e de repente, tem que gastar com algo que você não esperava. O trabalho que você se mata mas nunca agrada. Encontrar a pessoa certa mas não conseguir ama-la. Isso é sorte? Hmmm...

Acho que no final das contas, só usamos isso como desculpa, para parecer algo sobrenatural e fora do nosso controle. Já que se está fora do nosso alcance, não é nossa culpa, certo?

Fugimos de responsabilidades e culpas. Obviamente, sempre quando ela nos remete diretamente. Infelizmente, isso acaba me tornando um est…

Disco da Semana; 'The Hope Six Demolition Project', PJ Harvey (2016)

Imagem
Disco da Semana; 'The Hope Six Demolition Project', PJ Harvey (2016)
Em seus primeiros álbuns, Polly Jean Harvey queria nos passar uma sensação autobiográfica, o som de uma jovem mulher derrubando portas portas para assumir o patriarcado, demarcando sua visão pessoal sobre o feminismo, e expressando uma desaprovação furiosa das expectativas quanto a como uma mulher tem  que agir, pensar e sentir.
Ultimamente, seus álbuns têm se expandido para fora, para contar histórias. Ou 'a' história. Visões e estudos sobre violência, guerra e pobreza. Seu álbum anterior, "Let England Shake", explorou a carnificina psíquica que a primeira guerra mundial proporcionou a sua Inglaterra natal. Já o novo álbum, 'The Hope Six Demolition Project', é praticamente um documentário poético jornalístico sobre relatos  e experiências sobre três lugares específicos;  Kosovo, Afeganistão e Washington, DC. E o que ela conseguiu foi um dos melhores discos de protesto dos últimos anos…

Communions (Copenhague, Dinamarca)

Imagem
Communions (Copenhague, Dinamarca)
Ave! Os Stone Roses voltarão!!!
Bem, essa notícia é verdadeira. Mas se não fosse, tudo bem. Agora nos temos os dinamarqueses do Communions.
Depois de alguns singles, o primeiro EP saiu em 2015 e é claramente influenciado por todo aquele período maravilhoso da música Inglesa. Dos Go-Betweens ao The La's. De Blur a Primal Scream. E claro, Stone Roses e Happy Mondays. Talvez, com uma melancolia oitentista mais latente.
Confira o vídeo para 'Forget It's a Dream'

Mais informações;
https://www.facebook.com/Communions/#

Discoteca Básica; 'Fragile', Yes (1971)

Imagem
Discoteca Básica; 'Fragile', Yes (1971)

Em meados de 71 o rock progressivo estava na moda na imprensa britânica: eram os "alternativos" da ocasião. E o Yes chamava a atenção da mídia por ter trocado o tecladista Tony Kaye por Rick Wakeman, ex-músico do estúdio, de curta passagem pelo grupo Strawbs.

Fragile, que saiu em 4 de fevereiro de 72, traz quatro faixas em arranjos coletivos do grupo e cinco solos. Wakeman se apresenta com um arranjo de um movimento da Quarta Sinfonia de Brahms, um exercício de substituição de timbres na era do sintetizador analógico (à moda de Walter Carlos). Jon Anderson se esmera em suas letras que só valem pela sonoridade em "We Have Heaven". Howe e Chris Squire exibem seus dotes ao violão e baixo, respectivamente, o baterista Bill Brufford indica que já andava com a cabeça em outros campos em sua faixa, "Five Per Cent For Nothing". 
"Fragile" representa o ponto mais delicado do equilíbrio entre as figurinhas di…

Desconstruindo o Pop! Playlist 123; 'Paint the World You Need to See'

Imagem
Desconstruindo o Pop! Playlist 123; 'Paint the World You Need to See'
Tracklist;
01. 'I'm Giving Up On U2', Antarctigo Vespucci 02. 'Baptized by Fire', Spinerette 03. 'Entrance Song', The Black Angels 04. 'Joanna'. Little Comets 05. 'Lordy May', Boy & Bear 06. 'Tame the Sun', Male Bonding 07. 'Lifeline', Lybians 08. 'The Cigarette Duet', Princess Chelsea 09. 'No Ending', Stacy Lane 10. 'Dream About Changing,' Sally Seltmann 11. 'Who Do You Like?', Joywave 12. 'Like the Wheel', The Talest Man On Earth 13. 'Circuital', My Morning Jacket 14. 'Nature's Law', Embrace 15. 'Won't She Be Surprised', The Bicycles 16. ' Law Less River', Bodega Girls 17. 'Fragment Two', These New Puritans 18. 'Angel', Mr. Little Jeans 19. 'Alteração', B. Begão e os Seletores de Frequencia 20. 'Tan', Lafawdah

'Paint the World You Need to See' fro…

Música para sentir; 'Help I'm Alive' (The Twelves Remix), Metric (2009)

Imagem
Música para sentir; 'Help I'm Alive' (The Twelves Remix), Metric (2009)
Sábado á noite. Chuva chata. Deixa pra lá... Sustos e surpresas. Cento e vinte por hora. No carro já é divertido. O sorriso que acelera a vontade. Você é meu altar. Barata e feliz. Um copo de cerveja, por favor...
Dois... Três... Quatro...
Vamos nos divertir! Vamos mostrar pra eles que somos mais do querem que sejamos.
Somos algo que ninguém vai conseguir explicar.

Os donos da vontade. As formas mais puras e sensatas. Preto no branco. 
Coração a cada palavra.
Vamos dançar! Celebrar a juventude que sempre vai nos pertencer! Luzes rápidas, Te beijo como da primeira vez... Ah, se todos tivessem a minha sorte...
Não quero que essa noite acabe...

Meu coração bate como um martelo... Me leva pra longe, cambaleia...

Nós nunca vamos envelhecer... Nós nunca seremos eles...
Não precisamos de mais nada a não ser um do outro... Minha melhor amiga... Minha doce doença... Meu desejo incontrolável... Eu quero mais!

Uma noite. E foi s…

Shows Completos; PJ Harvey, The BBC4 Sessions, Live at St. Lake's Church - 24/08/2004

Imagem
Shows Completos; PJ Harvey, The BBC4 Sessions, Live at St. Lake's Church - 24/08/2004
Pra comemorar o lançamento de 'The Hop Six Demolition Project', novo álbum da musa da casa, PJ Harvey, vamos rebuscar uma apresentação de 2004, ano de sua primeira e última visita no Brasil, quando da turnê do álbum 'Uh Huh Her'. Detalhe para o guitarrista daquela fase, Josh Klinghoffer, atual guitarrista do Red Hot Chili Peppers. Confira
Set List;

1. Meet Ze Monsta 2. Dress 3. The Letter 4. Who The Fuck ? 5. Evol 6. Shame 7. A Perfect Day Elise 8. Victory 9. The Life And Death of Mr. Badmouth 10. The Whores Hustle & The Hustlers Whore 11. It's You 12. Taut 13. The Darker Days of Me And Him 14. Uh Huh Her 15. Big Exit

Weaves (Toronto, Canadá)

Imagem
Weaves (Toronto, Canadá)
Os Canadenses do Weaves, nossa aposta da semana, são um cruzamento modernoso entre Pixies, Mudhoney e Pavement. - 'Uau'! Eles têm o poder feroz do primeiro, o barulho do segundo e a singularidade peculiar do último. Sua música tem uma energia louca e quase caricatural. A malícia de Black Francis permeia as palavras de Jasmyn Burke
O primeiro álbum completo da banda, traz uma coleção inacreditável de pérolas barulhentas prontas para um stage dive; Uma das melhores, 'Tick' ​​é uma canção sobre relógios biológicos indefinidos e com um som de guitarra que lembra um inseto zumbindo dentro da sua orelha. 
E é daí pra baixo. Podem confiar ;-)

Confira!



Mais informações;
 Facebook  Twitter  Instagram  YouTube  Website

Discoteca Básica, 'Reggatta de Blanc', The Police (1979)

Imagem
Discoteca Básica, 'Reggatta de Blanc', The Police (1979)
Gravado nos estúdios Surrey Sound, o segundo álbum do Police registra um rápido momento de paz entre os integrantes da banda. Além dos três, só o produtor Nigel Gray e o empresário Miles Copeland - irmão de Stewart - assistiram às gravações. A revolução sonora que se ouve ao longo do álbum é fruto da modernização dos equipamentos utilizados pela banda. O disco é marcado pelas brincadeiras de Andy Summers com os primeiros modelos de efeitos eletrônicos - chorus e delays pré-históricos - e pela incrível performance de Stewart Copeland, que chegava à configuração definitiva de sua bateria ao aliar timbres típicos do reggae à sofisticação dos primeiros efeitos digitais desenvolvidos para o instrumento.

Não há como negar: "Reggatta De Blanc" é um dos pilares do que mais tarde convencionou-se chamar de "rock dos anos 80". Impulsionado pelos megahits "Message in A Bottle" e "Walking on The Moon…

Desconstruindo o Pop! Playlist 122; 'She Comes in Colors Everywhere'

Imagem
Desconstruindo o Pop! Playlist 122; 'She Comes in Colors Everywhere'

Tracklist;
01. 'I Can Do No Wrong', American Wrestlers 02. 'She's a Rainbow', Gunns 03. 'Hold Me Closer', Yuck 04. 'No Woman', Whitney 05. '54', Jair Naves 06. 'Buy Nothing Day', The Go! Team 07. 'The Boxer Rebellion', Doubt 08. 'Refuse to be Saved', Elvis Costello & The Roots 09. 'Abducted' (Live), Cults 10. 'Pictures', Benjamin Francis Leftwich 11. 'Dry These Tears', Juliana R. 12. 'My Kz Ur Br', Everything Everything 13. 'Zero Results', Hot Hot Heat 14. 'Blackout', Anna Calvi 15. 'The Ink', Dutch Uncles 16. 'Lovesick Teenagers', Twin Shadow 17. 'Lonely Town', Brandon Flowers 18. 'Misread', Kings of Convenience 19. 'Her', Tindersticks 20. 'Her Ghost', Woman's Hour



'She Comes in Colors Everywhere' from marcioguariba on 8tracks Radio.

Música para sentir; 'I Want You', Marvin Gaye (1976)

Imagem
Música para sentir; 'I Want You', Marvin Gaye (1979)

Estar solitariamente acompanhado. A solidão é a mais perfeita demonstração da busca sem resultado. Explico; Busca-se companhia num sábado á noite, mas o que se consegue, é uma mesa cheia de gente que, nem sempre, entende o que você diz. Busca-se entretenimento social (banda, amigos para ir no cinema, vícios em comum com alguém), e o que encontramos, é compaixão pelos necessitados psicologicamente. Busca-se sexo, não, carinho... NÃAAO... toque, e o que se consegue é o constrangimento por termos tentado... "Nossa, mas esse cara deve ser feio pra caramba... Chato, mala, que ninguém aguenta... Sem assunto, duro e sem perspectiva de melhora...". Não diria tudo isso, mas só de pensar á respeito, me torna sensível a coisas que passam despercebido pelos outros. Por quanto tempo você aguenta ouvir uma mulher falando? Sim, porque ou você já não aguenta mais as abobrinhas, ou está apaixonado por ela... No mínimo, querendo arr…

Disco da Semana; 'Slideling', Ian McCulloch (2004)

Imagem
Disco da Semana; 'Slideling', Ian McCulloch (2004) Que Echo & the bunnymen que nada! Com a força das novas composições de Ian Mac "The Mouth", a necessidade da existência dos nosso queridos homens-coelho está entrando em cheque. "Slideling", novo álbum solo do vocalista da banda, é uma coletânea de poderosas melodias tradicionais do pop britânico. Desde a melancolia dos anos oitenta, até os refrões poderosos que o chamado 'brit pop' de Oasis, Blur e Travis nos proporcionaram nos anos noventa. Para reforçar, o disco ainda conta com a participação do Coldplay (sim, eles mesmos!) como banda de apoio em algumas músicas. Logo eles, que não cansam de executar "Lips like sugar", do Echo, nos seus shows. Mas o toque, digamos, modernoso, fica por aí. O disco exala mofo e qualidade. Logo de cara, na guitarra suingada e rasteira do primeiro single "Love in Veins", melhor que o últimos disco do Echo inteiro... Tente não assobiar canções como…

Car Seat Headrest (Seattle, USA)

Imagem
Car Seat Headrest (Seattle, USA)
Mais uma 'banda-de-um-homem-só', o Car Seat Headrest é Will Toledo e tem tudo para ser o mais novo darling da cena Indie americana. Trabalhando sob o cultuadíssimo selo Matador, ele divide seu som entre as melodias assobiáveis dos anos sessenta e a pegada mais glamorosa e Pop do Indie 2000. Killers meets Beach Boys, entende? Harmonias iluminadas pelo sol sob uma cama barulhenta de guitarras dissonantes e ansiosas em explodir. 

Desde 2010, ele vem lançando singles e EP's menores, e o ano passado, veio o álbum 'Teens of Style', que angariou lugares em listas de melhores do ano. Mais um disco novo está prometido pra esse ano, 'a continuação 'Teens of Denial'.
Confira




Mais informações
https://carseatheadrest.bandcamp.com/ https://en.wikipedia.org/wiki/Car_Seat_Headrest https://twitter.com/carseatheadrest?lang=pt https://soundcloud.com/car-seat-headrest

Discoteca Básica; 'Expresso 2222', Gilberto Gil (1972)

Imagem
Discoteca Básica; 'Expresso 2222', Gilberto Gil (1972)
Quando começou a circular o Expresso 2222 , em 72, a luz no fim do túnel era a locomotiva da ditadura vindo em sentido contrário. Como Caetano, Gilberto Gil voltava de um exílio de dois anos em Londres, após uma prisão arbitrária, e recomeçava a carreira a todo o vapor unindo as duas pontas básicas do ideário tropicalista. De um lado, o regionalismo fundador da tosca & revolucionária Banda De Pífanos De Caruaru ("Pipoca Moderna"). De outro, uma canção do exílio universalista, "Back In Bahia", que ao invés de palmeiras e sabiás, planta Celly Campelo e um velho baú de prata.

Entre os extremos dessa arqueologia há espaço para o nordeste agreste de João do Vale (mais Ayres Viana e Alventino Cavalcanti), turbinado por guitarras em "O Canto Da Ema" e a parábola da contaminação cultural, do repertório de Jackson do Pandeiro, "Chiclete Com Banana". A que fala em samba/rock antes de Lobão …

Desconstruindo o Pop! Playlist 121; 'Abra Los Ojos'

Imagem
Desconstruindo o Pop! Playlist 121; 'Abra Los Ojos'
Tracklist;
01. 'You Belong to Me', Bob Dylan 02. 'Chloe Dancer/Crown of Thorns', Mother Love Bone 03. 'Under a Milky Way', The Church 04. 'From the Rusholme With Love', Mint Royale 05. 'Can We Still Be Friends?', Todd Rundgren 06. 'Heaven', The Rolling Stones 07. 'Doot Doot', Freur 08. 'Too Young', Phoenix 09. 'I Live With You', Grizzly Bear 10. 'She Was naked', Supersister 11. 'The Wicked Messenger', The Black Keys 12. 'A Well Respected Man', The Kinks 13. 'We're All In Love', New York Dolls 14. 'Gray Goes Black', Mark Lanegan 15. 'Secher,' Abstract Audio System 16. 'My White Devil', Echo & The Bunnymen 17. 'The Baby Screams', The Cure 18. 'Northern Lights', Ian Brown 19. 'My Sweet Lord', Death In Vegas feat. Nina Simone 20. 'Tessellate', Alt-J

'Abra Los Ojos!' from marciog…