Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2016

Desconstruindo o Pop! Playlist 111; ''I found a place I thought was stolen. A place that's built on noise and leads'

Imagem
Desconstruindo o Pop! Playlist 111;  'I found a place I thought was stolen. A place that's built on noise and leads'
Tracklist;
01. 'Blue Cassette', Friendly Fires 02. 'Low Times', School of Seven Bells 03. 'Nightvision', Daft Punk 04. 'She Wants to Move' (DFA Remix), N.E.R.D. 05. 'Sound of Love', (Twelves Remix), Husky Rescue 06. 'To Hell With Poverty' (DFA Remix), Gang of Four 07. 'Liztomania' (Classixxx Remix), Phoenix 08. 'Musique Non Stop', Kraftwerk 09. '1982', Miss Kittin & the Hacker 10. 'Daft Punk Is Playing at My House', LCD Soundsystem 11. 'What's That Sound?', Les Rhythmes Digitales 12. 'Swastika Eyes', Primal Scream 13. 'Compute', Soulwax 14. 'Mo Move', Underworld 15. 'Empire Ants' (Miami Horror Remix), Gorillaz 16. 'Baptism' (Rory Phillips Remix), Crystal Castles 17. 'Atom Bomb', Fluke 18. 'Disco Lies' (Spencer and Hill Remix) M…

Música para sentir; 'Unknown Caller', U2 (2009)

Imagem
Música para sentir; 'Unknown Caller', U2 (2009)

A vida é uma janela aberta. Á fechamos quando nos dá vontade.
Olá! Sou eu aqui! Casado num casarão. Ouvindo música, pessoas, coisas e segundos. Um coração em suspensão.

Escolhi uma vida que nunca pensei em escolher e estou me divertindo muito com ela. É fácil pra mim. Acho que é mais fácil pra mim do que pra maioria, e talvez isso, tenha me colocado onde estou hoje... Com a janela fechada.

Passamos a vida inteira ouvindo o quanto o casamento é ruim, que enjoamos da pessoa, que sexo se torna uma droga, que todos os defeitos dela vão aparecendo, blá, blá, blá... Quer saber; O problema é seu. Só seu. Olhe pro próprio umbigo.

Esperamos tudo de alguém e não estamos dispostos a dar nada em troca. Fidelidade, carinho, compreensão... E isso é tudo? Não.

Amizade, organização, parceria, loucura, riso, sonho, comida, roupa lavada, correria... Tudo isso é o casamento... E um príncipe ou princesa vestidos de branco não dão conta de tudo isso.

Mas no…

American Wrestlers (St. Louis, USA)

Imagem
American Wrestlers (St. Louis, USA)
O Expatriado escocês Gary McClure canta como um tenor frágil, mas esperançoso como um feixe de luz de uma lanterna barata, e com o American Wrestlers, ele tropeça com um cavalo azarão com seu som lo-fi que permite  suas melodias brilharem. Seu álbum de estréia, gravado ao vivo no estúdio de sua cidade natal adotada, St. Louis, lançado ano passado pelo lendário selo Fat Possum, é como uma caia de lembranças da infância. O som remete a Superchunck, Dinosaur Jr. e Yo La Tengo. O que, no meu caso, tamém remete a minha infância. Desde já, uma das grandes agradáveis surpresas desse ano.

Confira a faixa 'Kelly', na página oficial no Soundcloud;



Mais informações;
@americanwrestle www.youtube.com/watch?v=ngDKLXgLNwg www.facebook.com/pages/American-W…7?ref=ts&fref=ts americanwrestlers@gmail.com americanwrestlers.bandcamp.com/releases

Discoteca Básica; 'Megachic - The Best of Chic', Chic (1979)

Imagem
Discoteca Básica; 'Megachic - The Best of Chic', Chic (1979)
Du-tu-ru-dum... não, não dá. Eu queria tentar descrever no papel uma linha de baixo do Chic, a coisa inacreditável que é, o que faz em você. Mas é inútil, só ouvindo. Vejamos, "Everybody Dance", por aproximação: uma jamanta acelerando, estacionada, para em seguida disparar em alta velocidade, passando por dentro de sua cabeça como um tiro, dar um cavalo-de-pau mais adiante e voltar com o mesmo impacto. E assim por diante. Como todo hit do Chic contido nesta coleção, a linha de baixo é um caso de polícia.
O baixo gigante, com vida própria, nasceu nos 60, graças a dois fatores. Primeiro: James Brown - diminuiu a porcentagem de quase tudo - metais, guitarras - para um mínimo necessário em favor do ritmo bruto do baixo e da bateria. Segundo: Motown - inventou a linha independente de baixo. Repare, antes dela todo baixo corria juntinho com a batida como suporte. Ouça músicas como "You Can't Hurry Love&q…

Desconstruindo o Pop! Playlist 110; 'A man can convince anyone he's somebody else, but never himself'

Imagem
Desconstruindo o Pop! Playlist 110;  'A man can convince anyone he's somebody else, but never himself' (A Tribute to 1995)
01. 'Summer', Buffalo Tom 02. 'Pacer', The Amps 03. 'Life is Sweet', The Chemical Brothers 04. 'Army of Me', Björk 05. 'Best Friend', The Dandy Warhols 06. 'Stutter', Elastica 07. 'I've Been Wrong Before', Elvis Costello 08. 'Box Full of Letter', Wilco 09. 'Sister Pain', Electrafixion 10. 'Stuck in Here', Filter 11. 'When You Smile', The Flaming Lips 12. 'Kelly's Heroes', The Black Grape 13. 'Open Up', Leftfield & Johnny Rotten 14. 'I Wanna Live', Iggy Pop 15. 'Only Happy When It Rains', Garbage 16. 'Kissing the Sun', The Young Gods 17. 'Pets', Porno for Pyros 18. 'I Hate Rock and Roll', The Jesus & Mary Chain 19. 'Paul Is Dead', Yo La Tengo 20. 'On Your Own', The Verve

'A man can convince anyon…

Músicas para salvar a sua vida; 'She's Leaving Home', The Beatles (1967)

Imagem
Músicas para salvar a sua vida; 'She's Leaving Home', The Beatles (1967)

No dia 7 de dezembro de 1963, os Beatles participaram como jurados do “Juke Box Jury”, um programa de discos realizado pela BBC TV. Num dos quadros, 4 garotas imitavam e dublavam a cantora Brenda Lee.
Paul ficou encarregado de escolher a melhor e optou pela número 4.

Três anos depois, Paul McCartney leu um artigo no Jornal londrino “Daily Mirror” sobre uma menina de 17 anos que havia fugido de casa e como ele sempre tivera um bom relacionamento com seus pais, a estória o tocou.


À procura de sociedades alternativas, jovens deixando o lar e abandonando uma educação formal eram relativamente comuns a partir de 1967. Da frase “I can’t imagine why she should run away, she has everything here.” proferida pelo pai da menina no artigo, Paul escreveu “we gave her everything money could buy”. A menina se chamava Melanie Coe. A maior distinção entre sua historia pessoal e a da canção, é que ela na verdade fugiu para…

Shows Completos; Echo & The Bunnymen, Canecão, Rio de Janeiro - 11-05-1987 (Especial TV Manchete)

Imagem
Shows Completos; Echo & The Bunnymen, Canecão, Rio de Janeiro - 11-05-1987 (Especial TV Manchete)

Um inacreditável achado arqueológico, graças ao YouTube, vamos assistir a um especial do show clássico do Echo & The Bunnymen, em 1987, no Canecão, no Rio de Janeiro, transmitido pela extinta TV Manchete (atual Rede TV). Além de algumas canções, o especial traz algumas entrevistas com Ian McCulloch. Uma verdadeira pepita aqui no Desconstruindo o Pop!.

Setlist;

01. Crocodiles
02. In the Midnight Hour
03. Seven Seas
04. The Killing Moon
05. Soul Kitchen
06. The Cutter
07. Ocean Rain
08. Paint it Black
09. Do it Clean


Niagara Fools (Porto Alegre, Rio Grande do Sul, BR)

Imagem
Niagara Fools (Porto Alegre, Rio Grande do Sul, BR)
O nome remete ao desenho do Pica-Pau. Sim, aquele famoso que o incauto guarda das cataratas do Niagara é jogado repetidamente água abaixo dentro de um barril. Porém, apesar da referência cômica, este quarteto gaúcho formado por Bruno Mittmann, Mauricio Klafke, Hayram Soares e Robson Fiorese faz um rock sem piadas e pronto pra tocar em qualquer lugar. Com referências que passam por toda a nova onda de rock do novo milênio, e o EP recém-lançado mostra bem isso. Vide a preferida do blog, 'Bebê Aranha' e sua pegada Strokes.

Como isso ainda não está nas rádios, é o que eu me pergunto.
Confira as quatro faixas na integra.


Mais informações;
https://goo.gl/A2iQSv facebook.com/niagarafools www.niagarafools.tk

Discoteca Básica; 'Suicide', Suicide (1977)

Imagem
Discoteca Básica; 'Suicide', Suicide (1977)
Eles formavam um par esquisitão: Martin Rev (teclados) era um experimentalista que tivera lições formais com o beboper Lennie Tristano, enquanto Alan Vega (voz), de ascendência hispânica e polaca, se iniciara nas artes como escultor, criando peças apenas com os estilhaços de lâmpadas quebradas. Em 71, ano de ascensão de bitter sweet rock e da derrocada dos mega festivais pop, a lapidar frase "the dream is over" - que o ex-Beatle acabara de enunciar - parecia justificar a criação do Suicide: um pesadelo escuro como breu que no futuro tornar-se-ia o modelo para 99% das bandas ligadas à eletrônica (das brigadas tecno da década passada à entourage cyberpunk hoje entrincheirada no selo Wax Trax, todos, sem exceção, devem tributo à dupla).

Naquela época, Vega vivia num ateliê em Manhattan - um lugar podre, aberto 24 horas por dia para um seleto bando de heroinômanos, bêbados e degenerados em geral. Um belo dia, Rev apareceu lá, si…

Desconstruindo o Pop! Playlist 109; 'When I believed in nothing I called her name'

Imagem
Desconstruindo o Pop! Playlist 109; 'When I believed in nothing I called her name'
01. 'Adore', Savages 02. 'Lost Weekend', Peter Yorn 03. 'Three Packs a Day', Courtney Barnett 04. 'City', Spring King 05. 'I Did Something Wrong', The Parrots 06. 'Spinning Wheel', Black Honey 07. 'Avalanche', Boogarins 08. 'Gush', Kagoule 09. 'Take It', Mighty Challenger 10. 'When I Write my Master's Thesis', John K. Samson 11. 'Dead End', Reading Rainbow 12. 'In Love and Alone', Public Access TV 13. 'Hearts in Motion', Yuck 14. 'Never Let Me Down', Spoon 15. 'Alive', Shields 16. 'On My Heart', School of Seven Bells 17. 'Mr. Hollywood', Moon Visionaries 18. 'The Spectacle', Cruising 19. 'Touch Me', Dolores Haze 20. 'Let's Dance', El Vy

'When I believed in nothing I called her name' from marcioguariba on 8tracks Radio.

O Mundo Maravilhoso das Capas de Disco; 'London Calling', The Clash (1979)

Imagem
O Mundo Maravilhoso das Capas de Disco; 'London Calling', The Clash (1979)
Certamente uma das imagens mais icônicas capas da história do rock. Nada mal para uma foto fora de foco! Este álbum duplo do Clash foi o seu terceiro,, após o fracasso retumbante de "Give 'Em Enough Rope". "London Calling" não só se tornou um enorme sucesso, apesar de seu tamanho, mas também um marco que determinou o fim do período de Punk, abrindo uma fase mais, digamos, 'social' da banda.
Em um ponto de vista de design gráfico, a primeira coisa a dizer é que antes de se tornar uma capa seminal, esta obra começou como uma homenagem da banda para Elvis Presley: eles queriam prestar tributo ao rei, e o fizeram parodiando a capa de seu álbum de estréia, de 1956.

As duas imagens se conectam na energia da sinceridade; Enquanto uma mostra alguém perdido na sua música de maneira romântica e idealizada, a segunda mostra alguém quebrando esse paradigma. Destruindo algo bonito. Como …

Especial David Bowie; As 100 Melhores Músicas (Mojo Playlist)

Imagem
Especial David Bowie; As 100 Melhores Músicas (Mojo Playlist)
E Bowie se foi.
Já na ressaca pela morte do maior artista Inglês pós Beatles, vamos buscar uma seleção de cem canções escolhidas pela revista britânica MOJO em fevereiro de 2015
A seleção é muito boa porque engloba as óbvias clássicas com faixas surpreendentes e algumas obscuridades. Se atualizássemos a lista, eu adicionaria a mais recente 'Lazarus' em algum lugar...
Embarque em uma última viagem com o Major Tom.
Obrigado David.



Tracklist;
1. Life On Mars? - Hunky Dory - 1971
2. Heroes' - Heroes - 1977
3. Starman - The Rise And Fall Of… - 1972
4. Sound And Vision - Low - 1977
5. Changes - Hunky Dory - 1971
6. Rock 'N' Roll Suicide - The Rise And Fall Of… - 1972
7. Young Americans - Young Americans - 1975
8. Always Crashing In The Same Car - Low - 1977
9. Ziggy Stardust - The Rise And Fall Of… - 1972
10. Ashes To Ashes - Scary Monsters (And Super Creeps) - 1980
11. Golden Years - Station To Station - 1976
12. The Man Who…