Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2014

Desconstruindo o Pop! Playlist 50 (Special Edition); 'Sex alleviates tension. Love causes it...'

Imagem
Desconstruindo o Pop! Playlist 50 (Special Edition - House Favorites); 'Sex alleviates tension. Love causes it...'
Chegamos ao playlist 50! Próximo de completar um ano de blog, montamos uma seleção com algumas das favoritas da casa. E a temática é o amor. E sexo, claro. Pois um cria e o outro alivia a tensão. E nada melhor que Annie Hall na capa... Obrigado por nos acompanharem, e vamos a lista;
Tracklist;
01. 'Alma Matters', Morrissey 02, 'She's a Jar', Wilco 03. 'Northern Sky', Nick Drake 04. 'The Wild Ones', Suede 05. 'Luv', Travis 06. 'Live Forever', Oasis 07. 'About a Girl', Nirvana 08. 'Be The One', The Ting Tings 09. 'Heroes', David Bowie 10. 'Mayonaise', The Smashing Pumpkins 11. 'Train In Vain (Stand By Me)', The Clash 12. 'I Wanna Be Adored', The Stone Roses 13. 'Tangerine', Led Zeppelin 14. 'When The Stars Go Blue', Ryan Adams 15. 'Apartment Story', The Nationa…

Discoteca Básica; 'Here's Little Richard', Little Richard (1957)

Imagem
Discoteca Básica; 'Here's Little Richard', Little Richard (1957)


"A wop-bop-a-loo-bop-a-lop-bam-boom!... Tutti frutti, awrooty!"

O que exatamente quer dizer esta espécie de esperanto da selva, o mais célebre grito de guerra do rock'n'roll?

Exegetas atenciosos concordariam que tem algo a ver com o Poder Feminino, pelos parcos versos em inglês e suas referências a mulheres que jogam os quadris para o leste e oeste, garotas como "Sue... ela sabe exatamente o que fazer" e "Daisy... ela sempre me leva à loucura". Versos cuspidos como que por uma metralhadora encharcada de adrenalina, pelo homem que - ao trocar o rock'n'roll pelo gospel - declarou: "Eu era um homossexual descarado até Deus me transformar."

O compacto contendo "Tutti Frutti" surgiu do nada, em 1955, para vender mais de um milhão de cópias. Como a garotada poderia permanecer imune? O próprio Elvis parecia uma freira perto de Little Richard, com seu r…

Desconstruindo o Pop! Playlist 49; 'You're not alone, waiting by the telephone'

Imagem
Desconstruindo o Pop! Playlist 49; 'You're not alone, waiting by the telephone'
Tracklist;
01. 'Someone's Got It In On Me', Lower 02. 'On Blue Mountain', Foxygen 03. 'Riot In My House', Mark Lanegan 04. 'Natural Disaster', Dante Vs. Zombies 05. 'Always and Never', Little Chords 06. 'Mexico Dear Blues', Vanguart 07. 'Freaking Out The Neigborhood', Mac DeMarco 08. 'No More Sorry', My Bloody Valentine 09. 'First Love, Late Spring', Mitski 10. 'White Lies', Max Frost 11. 'Deconstruction', Fanfarlo 12. 'Fade Into You', Stumbleine 13. 'Norman Bates' (Butthole Surfers Remix), The Burning of Rome 14. 'A Mere', The Sea and The Cake 15. 'Dance For Fools', Happy People 16. 'Hollow Gut', Lowlife 17. 'Little Grace', Hippo Campus 18. 'Song Against Sex', Neutral Milk Hotel 19. 'I'm Working at NASA on Acid', The Flaming Lips 20. 'Silver Lining'…

Trust Punks (Auckland, Nova Zelândia)

Imagem
Trust Punks (Auckland, Nova Zelândia)
Da pacata Nova Zelândia, surgiu uma pequena cena de Punk Rock interessante, e das cinzas de algumas bandas locais, nasceu o Trust Punks, com sua sonoridade que trafega pelo Punk novaiorquino de Television e as bandas de post-rock, como Mogwai. A banda é formada por Paul Brown, Alexander Coker Grant, Lliam Powell, Joseph Thomas e Maté Vella e lançou seu primeiro álbum esse ano. confira no player abaixo.



Mais informações;
http://trustpunks.bandcamp.com/ https://www.facebook.com/trustpunks
https://soundcloud.com/trust-punks

Discoteca Básica; 'Tago Mago', Can (1971)

Imagem
Discoteca Básica; 'Tago Mago', Can (1971)

Em seus dez anos de carreira, no período 1968/78 (reiniciada em 1989 com o álbum "Rite Time"), o grupo alemão Can sempre operou no plano da sutileza e do fervor instrumental, fazendo uma música hipnótica, com uma impressionante mistura de ritmos e timbres acústicos alterados, tratados eletronicamente.

Editando tapes, fabricando loops (anéis de fita) e incorporando ruídos e interferências espontâneas, o grupo fez a ponte entre a música erudita contemporânea (Stockhausen "über alles") e o rock. O Can foi fundo nas "colagens", daí sua forte influência detectada nos anos 80, a década do sampler, em que a habilidade de "compor"se traduz na de combinar "colar" sons.

Se, com a tecnologia atual, é possível processar sons a partir de tudo (um "bumbo de John Bonham", um "riff de Hendrix", um "uh! de James Brown"), o Can tecia sua intrincada tapeçaria com cativante rus…

Descostruindo o Pop! Playlist 48; 'A smile spreads to another and another after that'

Imagem
Descostruindo o Pop! Playlist 48; 'A smile spreads to another and another after that'
Tracklist;
01. 'Goldmine', Coleen Green 02. 'Female Robbery', The Neighborhood 03. 'No Nostalgia', Ages and Ages 04. 'Wind Song', Revolver 05. 'The Chambers and The Valves', Dry the River 06. 'I'll Never Know', Charlie XCX 07. 'Baby Blue', Twin Peaks 08. 'It's Scary', Slam Donahue 09. 'Grey Shirt and Tie' (The Big Pink Remix), Spector 10. 'Do It Again', Guards 11. 'Genesis', Grimes 12. 'Ditch the Watch', Whisperlights 13. 'Simple Song', The Shins 14. 'Gimme Twice', The Concept 15. 'Teary Eyes and Bloody Lips', Moonface 16. 'Homeless Love Anthem', Light FM 17. 'Baby G.', The Vickers 18. 'Evening's Kiss', Willis Earl Beal 19. 'Hallways', Islands 20. 'We Should Be Swimming', Zulu Winter

'A smile spreads to another and another after that' fr…

Hippo Campus (Minneapolis, USA)

Imagem
Hippo Campus (Minneapolis, USA)
Um dos perigos da juventude é que você não sabe o que você não sabe, mas o quarteto Hippo Campus (nome interessante, aliás) tem um argumento convincente de que a ingenuidade também pode ser um ativo altamente subestimado. "Souls", a primeira faixa do EP de estréia usa a ignorância como um distintivo de honra. Tem um quê de arrogância a lá Oasis, mas a sonoridade reflete ao Pós-Punk, New Wave modernizado por bandas como Vampire Weekend, Alt-J e Bombay Bicycle Club. Confira a página da banda no Soundcloud e ouça as quatro faixas disponíveis.

Mais informações; 
 thehalocline.bandcamp.com/ https://www.facebook.com/thehalocline http://instagram.com/thehalocline

Discoteca Básica; 'The Man and His Music', Sam Cooke (1986)

Imagem
Discoteca Básica; 'The Man and His Music', Sam Cooke (1986)
Entre as dezenas de coletâneas disponíveis, esta tem bons motivos para ser considerada a antologia definitiva do Mr. Soul. Além da remasterização digital de todas as gravações, é a única que privilegia composições do próprio Sam Cooke, e que inclui - antes do desfile de hits clássicos - faixas de sua fase gospel. 
Segundo a bíblia do assunto, "The Gospel Sound - Good News and Bad Times", de Anthony Heilbut, os Soul Stirres foram "os verdadeiros criadores do som do quarteto vocal" - um dos modelos tradicionais da gospel music que, transplantado para o terreno pop daria o doo wop. Sam Cooke tinha 19 anos quando recebeu o convite para ingressar nos Stirrers, substituído o solista R.H. Harris, em 1950. Em pouco tempo tornou-se uma das maiores estrelas do circuito gospel com os mesmos ingredientes que impulsionaram sua meteórica carreira pop: carisma sofisticado e tranqüilo em uma voz capaz de rasgar, del…

Desconstruindo o Pop! Playlist 47; 'True Beauty Never Smiles To The Camera'

Imagem
Desconstruindo o Pop! Playlist 47; 'True Beauty Never Smiles To The Camera'
Tracklist;
1. 'Bribing Lonesome Drivers', Please Don't Blame Mexico 2. 'Dougou Badla', Amadou & Mariam feat. Santigold 3. 'Porcelain Raft', Tip of Your Tongue 4. 'A Little Bit of Love', The Medics 5. 'Bronx Sniper', Mister Heavenly 6. 'Overcoat', John Vanderslice 7. 'Sugar Lips', North Highlands 8. 'Wilderness', Sleeping at Last 9. 'Filthy Love', We are Enfant Terrible 10. 'What a Pleasure', Beach Fossils 11. 'Opening Up', The Circles 12. 'Frustration', Purple Hearts 13. 'Another Bed', The Twilight Sad 14. 'Hey!', Ringside 15. 'Shiny Diamonds', Say Hi! 16. 'Weekend', Smith Westerns 17. 'For You To Learn', Jamie N Commons 18. 'Baltimore', Tennis 19. 'For Love I Come', Thundercat 20. 'Crystaleyed', A Home a Heart Whatever

'True Beauty Never Smiles To The Ca…

Bad Breeding (Stevenage, UK)

Imagem
Bad Breeding  (Stevenage, UK)
O Bad Breeding  é, facilmente, uma das bandas mais sujas e contra-correntes do cenário underground britânico. Uma sonoridade que remete ao Punk Harcore de Washington, como o Minor Threat e o Fugazi, e ao de Chicago, de Big Black e outros. Bandas que influenciaram enormemente a cena de Seattle
A banda começou esse e o primeiro disco, 'An Age of Nothing', sai esse mês.
Um petardo pra acordar qualquer um;
Confira o vídeo de 'Chains'


Mais informações
http://anageofnothing.tumblr.com/ https://soundcloud.com/badbreeding

Discoteca Básica; 'Tropicália ou Panis Et Circensis', Vários artistas (1968)

Imagem
Discoteca Básica; 'Tropicália ou Panis Et Circensis', Vários artistas (1968)
"A música não existe (...). Sei que alguma coisa nova se cria a partir daí e o resto não me interessa" (Rogério Duprat). "Ê bumba-iê-iê-boi" (Gilberto Gil & Torquato Neto). "Nara - Pois é... e o Ernesto Nazaré e Chiquinha Gonzaga... e Pixinguinha... Os Mutantes - Pois é... e os Jefferson's Airplane (sic) e os Mamas & the Papas... e..."


Maio de 68. Vietnã. Barricadas em Paris. Passeata dos cem mil, Rio de Janeiro. Primavera de Praga. Marthin Luther King. Flower power, 2001 - Uma Odisseia no Espaço, de Stanley Kubrick. AI-5. Panteras negras. Arte Pop. Crimes, espaçonaves guerrilhas.

Não são absolutamente memórias pessoais. Fragmentos da iconografia da época. O primeiro passo quando a tarefa é falar de alguma obra emblemática de uma época (sobretudo se você não esteve lá) é pesquisar todo o material disponível para reconstituir o clima e os acontecimentos que foram…